• Flavia Vivacqua

As Emoções e as Organizações


Tenho pensado muito no impacto social desse furacão emocional de indignação, frustrações, necessidades não atendidas, raiva, vergonha, desconfianças, rupturas, estresses, violências... medo... muito medo... de uma sociedade viciada em intensidades!


Muito se vê sobre pesquisas e organizações olhando para a importância de encontrar maneiras de cuidar da saúde mental e emocional buscando um melhor equilíbrio e melhores resultados através do bem estar integral do grupo. Portanto, a história que o ambiente organizacional não tem espaço para emoções e integralidade já está totalmente desatualizada.


Precisamos falar de liberdade e parte dela é nos liberarmos dos padrões emocionais vigentes, que aprendemos e reproduzimos, sobre tudo em situações de alta reatividade... desejos encomendados... seja em casa, no trabalho ou na rua.


A ‘inteligência emocional’ é estudada a mais de um século, mas, esse termo foi primeiro usado na década de 60. Contudo, foi mesmo com Daniel Goldman em seu livro ‘Inteligência Emocional’ (1995), que tornou-se popular para além da psicologia.


Em suas pesquisas, Daniel Goldman, concluiu que pessoas que assumiam papeis de Liderança tinham alta inteligência emocional e alta habilidade relacional. Ele também defende que a Inteligência Emocional é algo a ser desenvolvido e quanto mais cedo melhor!


Na CNV - Comunicação Não-Violenta (Rosenberg, 2003), também se fala da importância de reconhecer e se responsabilizar pelas próprias emoções. Bem como, reconhecer as emoções dos outros e saber melhor se relacionar.


Nos últimos anos tenho lido e assistido tudo que me chega sobre o assunto. Por um lado, para que eu mesma possa me desenvolver. Por outro, para buscar modos de aperfeiçoar o Design dos processos que desenvolvo e facilito, e o cuidado com os grupos de pessoas aos quais estou a serviço. Longa e continua Jornada! Há muito o que dizer, fazer e aprender sobre isso!


Por onde começar? Aprendendo a identificar e a nomear as próprias emoções e as reações que chegam ao corpo e mente.


Compartilho aqui o “Atlas of Emotion” by Paul Ekman! Uma pesquisa dedicada, lindamente apresentada e ferramenta incrível para nos ajudar a entender melhor as emoções, seus disparadores e suas chaves de mudança!



Também falei um pouco sobre o reconhecimento das emoções na live "Saúde Emocional e o Cuidado Sistêmico" disponível no canal @FLAVIA VIVACQUA no Youtube:





#emoções #inteligenciaemocional #comunicaçaonaoviolenta #danielgoldman #paulekman #marshelrosenberg #facilitaçãosistêmica

14 visualizações0 comentário